Mia Couto

E Vicipaedia
Jump to navigation Jump to search
Wikidata-logo.svg Mia Couto
Res apud Vicidata repertae:
Mia Couto: imago
Nativitas: 5 Iulii 1955; Beira
Patria: Mozambicum

Officium

Munus: scriptor, biologus, diurnarius, mythistoricus, poëta, scriptor librorum puerilium

Memoria

Laurae: Praemium Camões, Neustadt International Prize for Literature, Ordem do Mérito Cultural (Brazil), Commander of the Military Order of Saint James of the Sword, Prémio Vergílio Ferreira, Q3405345, Q106527063

Mia Couto (natus Beirae die 5 Iulii 1955, e familia Lusitaniae) est Mozambici scriptor.

Ab anno 1998 adest in Academia Brasiliana Litterarum.

Opera selecta[recensere | fontem recensere]

  • Vozes Anoitecidas (1ª ed. a Associação dos Escritores Moçambicanos, anno 1986; 1ª ed. Caminho, anno 1987;
  • Cada Homem é uma Raça (1ª ed. a Caminho anno 1990; 9ª ed., 2005)
  • Estórias Abensonhadas (1ª ed. a Caminho, anno 1994; 7ª ed. em 2003)
  • Contos do Nascer da Terra (1ª ed. a Caminho, anno 1997; 5ª ed. em 2002)
  • Na Berma de Nenhuma Estrada (1ª ed. a Caminho anno 1999; 3ª ed. em 2003)
  • O Fio das Missangas (1ª ed. a Caminho anno 2003; 4ª ed. em 2004)

Decorationes[recensere | fontem recensere]

  • 1995 - Prémio Nacional de Ficção - Associação dos Escritores Moçambicanos
  • 1999 - Prémio Vergílio Ferreira
  • 2001 - Prémio Mário António - causa libris O último voo do flamingo
  • 2007 - Prémio União Latina de Literaturas Românicas
  • 2007 - Prêmio Passo Fundo Zaffari e Bourbon de Literatura, in die Jornada Nacional de Literatura
  • 2012 - Prémio Eduardo Lourenço 2011[1]
  • 2013 - Prémio Camões 2013 [2].

Notae[recensere | fontem recensere]

  1. Informação pagina Centro de Estudos Ibéricos.
  2. Escritor Mia Couto ganha Prémio Camões

Nexus externus[recensere | fontem recensere]

David's face Haec stipula ad scriptorem spectat. Amplifica, si potes!