Disputatio Usoris:D Ambulans

E Vicipaedia
Jump to navigation Jump to search

Salve!

Gratus aut grata in Vicipaediam Latinam acciperis! Ob contributa tua gratias agimus speramusque te delectari posse et manere velle.

Cum Vicipaedia nostra parva humilisque sit, paucae et exiguae sunt paginae auxilii, a quibus hortamur te ut incipias:

Si plura de moribus et institutis Vicipaedianis scire vis, tibi suademus, roges in nostra Taberna, vel roges unum ex magistratibus directe.

In paginis encyclopaedicis mos noster non est nomen dare, sed in paginis disputationis memento editis tuis nomen subscribere, litteris impressis --~~~~, quibus insertis nomen tuum et dies apparebit. Quamquam vero in paginis ipsis nisi lingua Latina uti non licet, in paginis disputationum qualibet lingua scribi solet. Quodsi quid interrogare velis, vel Taberna vel pagina disputationis mea tibi patebit. Ave! Spero te "Vicipaedianum" aut "Vicipaedianam" fieri velle!


--Iustinus 02:29, 26 Ianuarii 2006 (UTC)

Disputatio:Portus Alacris[fontem recensere]

Hi, I have seen your comment on page Disputatio:Portus Alacris. Fine that you have decided to register. So communication will be easier.

If you think that the page Portus Alacris should be deleted, instead of blanking it (which looks like vandalism on the first glance), you can put a special "tag" (which is called template in English or formula in Latin) into that page: {{delenda}}. This template will be substituted with a text, saying that you think this page should be deleted and additionally the article will be put into category Categoria:Deletiones propositae. Other people can see your suggestion, there will possibly be a discussion about your suggstion and then an administrator will or will not delete the page (which is different from blanking it).

There is a little trick: If you enter 4 tildes (that is ~~~~) they will be substituted by your user name and the timestamp when you save the page. This is called "signing". Discussions should be signed.

If you edit an article, it is a good idea to write a short summary into the "Summarium" field at the end of the editing mask. See examples at "Mutationes recentes" (Specialis:Recentchanges).

Generally spoken, if you make something wrong, this is not a drama, since mistakes can be reverted by others. So just start writing. If you want to play around, it would be better to do this on the Pagina experimentalis. You can write nonsense there and delete the other information if you want. In English this page is called the "Sandbox".

Even you personal user page is good for tests: Usor:D Ambulans (your page is empty since you have not entered information there; most users provide some information such as their language capabilities or use this page to keep information they often need, such as links and so on).

And, at the end, if you have a specific question, you can add it to my talk page, in Latin called "disputatio": Disputatio Usoris:Roland2 or you can add your question to the taberna page: Vicipaedia:Taberna

I hope this was not too much information ... ;-) --Roland2 14:34, 27 Ianuarii 2006 (UTC)

My page - your page[fontem recensere]

I fear you have changed my page ;-) Don't worry, I'll change it back. --Roland2 15:41, 27 Ianuarii 2006 (UTC)

I assumed that you used my page as a template. Again ... don't worry. If you make a mistake unintentionally it mostly can be fixed very quickly. --Roland2 15:48, 27 Ianuarii 2006 (UTC)

Links and hints for new users[fontem recensere]

I have started a list Usor:Roland2/Links and hints for new users. Maybe you will find some useful hints there. --Roland2 16:08, 27 Ianuarii 2006 (UTC)

Creating categories[fontem recensere]

I've seen you have used a category which does not exist (red link). Creating a category is the same as creating a page:

  1. Click on the red link.
  2. Enter the parent category of your new category.
  3. Save the page (I mean ... "the new category").
  4. Now your new category automatically displays the articles.
  5. If the parent category of your new category itself is a red link, you have to repeat the procedure until the chosen parent category is an existing category.

--Roland2 13:05, 29 Ianuarii 2006 (UTC)

Including images[fontem recensere]

I've added a picture to Petrus II Brasiliae. ;-) See Usor:Roland2/Including images. It was not straight ...

  1. I could not find a picture on Commons neither with "Petrus" nor with "Brasilia".
  2. I checked the interwiki links and found two pictures on the corresponding German page.
  3. The second of these pictures was from Commons. (The first was from the German WP.)
  4. Now I had the name of the image and it works.

People should categorize their contributions to Commons ... ;-)

--Roland2 17:09, 29 Ianuarii 2006 (UTC)

Thanks for thanks[fontem recensere]

You are very productive ... you simply have to be helped. ;-) I think in 2 or 3 days you will know 95 % of what is necessary. However, the last 5 % are the hardest. Maybe I have reached 96 % now ... :-) --Roland2 00:35, 30 Ianuarii 2006 (UTC)

Disputatio Usoris:Roland2/Including images[fontem recensere]

I've answered there. --Roland2 18:42, 30 Ianuarii 2006 (UTC)

re: Fair Use[fontem recensere]

Your images may well have qualified for fair use, but Commons absolutely forbids "fair use" images and deletes them (see their Fair use template). If you have a fair use image, upload it to la: directly at Specialis:Upload. —Myces Tiberinus 17:08, 2 Februarii 2006 (UTC)

Dance - Saltatio / Saltare[fontem recensere]

Hi, I see you are online ... could you have a look at Saltatio, please? :-) --Roland2 19:19, 10 Februarii 2006 (UTC)

Thanks! --Roland2 19:34, 10 Februarii 2006 (UTC)

Bom trabalho![fontem recensere]

Olá! Gostaria de lhe parabenizar pelo bom trabalho na Vicipaedia. Fico feliz ao ver um brasileiro contribuindo ativamente e melhorando a qualidade dos artigos. --Mafrius 15:59, 11 Februarii 2006 (UTC)

Fluvius Magnus Meridionalis[fontem recensere]

... yes, looks good. :-) --Roland2 20:36, 16 Februarii 2006 (UTC)

Parabéns[fontem recensere]

Parabéns pelo belo trabalho! -- César

Brasilia[fontem recensere]

I have asked the user to discuss the changes with us. I personally did not understand that he/she reverted my ordering of the navigational boxes at the bottom of the page and that he/she changed a working link in the provinciae template (which you made working again). Hopefully he/she will visit us in the taberna.

BTW, according to your edits, you have reached the level of a power user. :-) If you feel there are more things you should know about wikis and the Wikipaedia, I suggested to take a second account in a large wikipaedia. This will give you new ideas you could realize here.

--Roland2 15:29, 26 Februarii 2006 (UTC)

I guess the user has taken an account, see Disputatio Usoris:200.245.31.220 and Disputatio Usoris:Thomas Aquinas --Roland2 16:03, 26 Februarii 2006 (UTC)

When will you be back from lunch? ;-) --Roland2 10:11, 28 Februarii 2006 (UTC)

Malum Malum[fontem recensere]

No not at all. I was in fact going to ask you to edit on it except that I thought you'd gone. Since you're here still and probably have a better grasp of Latin than I do, I wanted to ask if you noticed anything wrong with the text? I'm unsure as to whether or not florent is the correct word, because while I assume they do flower they also grow. Do you have an opinion on this? Alexanderr 00:45, 1 Martii 2006 (UTC)

P.s. I've been waiting to say malum malum all day :)

Well I'm not sure exactly how the version is supposed to read but by my version I mean "In autum the apples of the trees bloom". So while I'm as of yet unsure as to how to format dates (your version is most likely right) I believe the rest of the sentence is alright, but I'm no expert. Alexanderr 01:19, 1 Martii 2006 (UTC)


PAGINA BRASILIAE[fontem recensere]

 Carissime D.Ambulans !
 Primeiramente, peço-lhe mil desculpas pelo ocorrido. 
 Mas conto com sua compreensão para o fato de que tenho conhecimento satisfatório de latim e de línguas neo-latinas, mas reconheço ser péssimo em inglês.
Não que eu não tenha tentado, pois já entrei em cinco cursos e não consegui aprender. Creio que seja um bloqueio para o raciocínio bárbaro (Estou brincando) !
Eu leio as páginas em inglês muito vagarosamente, com dicionário na mão.
Se fiz algo que não devia, foi sem intenção alguma!
Quanto aos nomes, vou lhe explicar como foi meu raciocínio.
Há alguns anos (faz algum tempo!) assisti uma palestra do grande mestre Napoleão Mendes de Almeida para um grupo de genealogistas.
Na palestra, disse ele que, hoje, é consenso, ao verter textos para o latim, traduzir os prenomes, mantendo os nomes de família ( em genealogia: apelidos) na língua de origem, portanto indeclináveis.
Mas observou que, caso se verta também os nomes de família, estes deverão observar os radicais de origem. Isto ocorre principalmente com os patronímicos,como Domingues que vem de Domingos, em latim Dominicus. Antunes vem de Antônio, em latim Antonius. Alvares vem de Álvaro, em latim Albarus. Rodrigues vem de Rodrigo, em latim Rodericus. Anes vem de Ana, em latim Anna. &c e&c &c
Levantada a questão sobre os nomes de origem indígena, foi dito que para se verter ao latim deve-se primeiro buscar a palavra na língua indígena original para,depois, vertê-la. E isto também para o topônimos. Por ex: Iundiahy (Jundiaí: Rio dos Bagres), Curityba (muitos pinheiros), Indaiatuba (muitas palmeiras Indaiás), Itatyba (muita pedra), &c &c &c
Observo que Tyba e Tuba tem o mesmo significado, pois em tupi o Y tem o mesmo valor do grego, ou seja I e por vezes U, como em Amy(I)gdale (amigdala, amêndoa), hy(I)pos (abaixo,  cy(U)bos (cubo), cy(U)pressus (cipreste).
Este é um cuidado que se deve tomar quando se latiniza nomes indigenas, ou mesmo de outras línguas, os quais não tenham correspondente latino.
Aliás também ensinou o mestre que quando não houver a palavra buscada em latim, antes e qualquer outra opção deve-se tentar ver se há correlato em grego.
Outro tema abordado foi sobre sinônimos. Qual palavra escolher ?
 Qualquer uma, desde que correta, é válida, e justamente sempre se escolhem : Flumen, Fluvius e Amnis.
Neste caso, os puristas, defendem ao princípio da regularidade alexandrina, e há o famoso texto do Prof. Arnós Coelho Silva (UFRJ): 
"Tomemos o século I a.C. com Júlio César e Varrão. O ilustre estadista, além de nos legar a obra De Analogia, adotou a regularidade (= analogia alexandrina), rationem adhibens, acolhendo a regularidade, elegeu o uso de flumen, rio, abandonando os sinônimos fluvius e amnis - pois estas duas têm terminações anômalas, ao passo que a terceira declinação é dotada de uniformidade na terminação -men, como numen - divindade, carmen - hino, poesia, acumen - ponta; ferrão e outras".
Não que fluvius esteja errado, está certo! Mas há também a questão de uniformidade e antiguidade. Ao se se elaborar um texto nunca se deve usar duas palavras análogas no mesmo texto. Ou se usa "Flumen" para todos os estados ou "Fluvius". Acontece que o Rio de Janeiro foi assim "batizado"  antes dos dois outros estados que levam o termo "Rio" em seu nome, portanto há impossibilidade de lhe mudar a denominação.
Quanto aos sinônimos "Laetus" e "Alacer", creio que o segundo seja mesmo muito mais adequado, pois tem mais proximidade com termo "Alegre", da denominação em português.
Uma observação, para os nomes de pessoas, a melhor fonte é o "Martyrologium Romanum", onde há uma infinidade de nomes de santos de todas as partes o mundo. 
Quanto aos nomes ingleses terminados por "son" (tão ao gosto do nosso povo), são todos diminutivos. Por Ex; Edson (Eduardulus), Roberson, Robson ,  (Robertulus), Anderson (Andreolus), Wilson (Guliemulus), Carlson (Carolulus); &c &c &c
Assim, são estes os meus comentários, baseados em ensinamentos de outros e nada meu de origem.
Mais uma vez, peço-lhe que me desculpe pelos transtornos que possa lhe ter causado. 
Espero que possamos trocar mais informações, pois também faz tempo que não estudo latim e creio poer aprender muito com vocês.
 Ab imo corde,
              Thomas Aquinas200.245.31.220 21:49, 1 Martii 2006 (UTC) 

PS: Veja se assinei corretamente o til !

Henries[fontem recensere]

I mixed them up ... thank you. There is another couple which confused me: Ferdinandus I. I hope I did it right at the end ... --Roland2 22:39, 1 Martii 2006 (UTC)


Responsa[fontem recensere]

Boa Noite !
Agradeço muito sua atenção.
Procurarei não fazer mais "besteiras" !
Quanto a latinização, concordo quando você diz que era regra para os antigos, exemplo citadíssimo nas escolas é o e Karl von Linné (Carolus Linnaeus). Agora, que alguns são mais palatáveis e outros não, lá isto é verdade!
Quanto à diferença do nome latino do Rio de Janeiro dado pela Santa Sé, isto é uma questão de tradição religiosa. Veja que, mesmo em português a Arquidiocese chama a cidade de São Sebastião do Rio e Janeiro, enquanto o poder civil chama somente de Rio de Janeiro.
Isto ocorre em muitos outros lugares. No Estado de São Paulo tornou-se muito conhecida a questão sobre o nome da cidade de Pinhal, que as autoridades eclesiásticas insistiam em chamar de Espírito Santo do Pinhal. Depois de anos, venceu a posição da Igreja e a cidade voltou à denominação original. 
Outro caso divulgado há alguns anos nos meios de comunicação foi o da cidade mineira de Boa Esperança, a qual o clero continua a denominar de Dores da Boa Esperança, inclusive estimulando a população a não aceitar o novo gentilício "esperancense", mas a manter o antigo "dorense".
Aliás a maioria das cidades antigas do Brasil surgiu sob o patrocínio de um santo católico e, quase sempre, levando o nome do padroeiro anexado a outro, geralmente referente ás características do local. Com o crescimento dos locais os nomes foram simplificados, diminuídos e , às vezes, mudados.
Como  você havia dito, percebi que outras pessoas também se interessam pelas mesmas páginas. Hoje fui ver se havia algum acréscimo na biografia de D. João VI e verifiquei que haviam alterado o nome "Iohannes" para "Ioannes". Mas não alterei, pois acabei concordando que Ioannes é a forma latina mais culta. Eu havia mantido depois que percebi que alguma coisa estava errada no que fiz e não queria ser grosseiro.
Realmente em "Iohannes" subtende-se uma certa aspiração. Ainda não estudei isto (vou pesquisar), mas creio que seja influência germânica num latim mais tardio. 
Apesar de que as formas hebraicas Iehohhanam e Iohhanam ("A quem Javé mostra graça") possuirem o "H", as traduções clássicas nunca o usaram. É o mesmo caso de Anna, que vindo de Hhannah ("graça") nunca teve "H" em latim.
Também Teresia é o certo e não Theresia, que é galicismo.
Peço-lhe a gentileza de ir me comunicando se eu fizer qualquer coisa que possa lhe prejudicar ou ofender.
Quanto ao Rio Grande do Sul, creio que você deveria mesmo deixar os dois nomes, inclusive para que outros vejam que a uniformidade foi pensada.
Pergunto-lhe sobre os nomes como Guyana, que o certo é mesmo com Y, pois significa terra de muitas águas, palavra que nas línguas nativas da américa do sul sempre é dita "Y", como ficam ?
Uma curiosidade que, se não quiser, não precisa responder. O que é esta Archonfraternitatis S.M. de Mercede ? Seria uma Arquiconfraria ou uma Confraria de Arcontes? 
Mudando de assunto, percebi que a minha digitação anterior desconfigurou. Por que teria isto ocorrido ? Eu escrevo bem em pergaminho, mas não sou tão bom na tecnologia.
Outra vez, quero deixar-lhe o meu muito obrigado.
 Um abraço do Thomas Aquinas

Agradecimento[fontem recensere]

Caríssimo! Agradeço muito as suas informações, que certamente me ajudam muito.
Quanto ao nome do Pe. Anchieta, creio que você tenha mesmo razão, em manter a forma da beatificação.
Mas, que não há consenso geral, não há nem no Vaticano. Sou sobrinho de um Cardeal da Cúria Romana e posso lhe dizer que há divergências entre puristas e "modernizadores".
Eu havia posto "a Anchieta", por ter assim lido em vários documentos dos jesuítas de São Paulo. Quanto ao Iosephus ou Ioseph, eu já vi a assinatura latina dele como Ioseph.
Ainda sobre os nomes dos Santos, a igreja sempre admitiu o nome latino de S. Tomás como Thomas Aquinas, mas as novas edições do Missale Romanum e do Graduale Romanum trazem Thomas de Aquino.
Quanto às Guianas, veja que o Vaticano (Secretaria Status vel Papalis)assume a forma Guyana, nas criações das seguintes dioceses:
1- Dioecesis Caiennensis - elevada a Diocese em 26-02-1956
   criada como Praefectura Apostolica Guyanae Gallicae, em 1651
   elevada a Vicariatus Apostolicus Guyanae Galicae em 10-01-1933
2- Dioecesis Georgiopolitanus - elevada a Diocese em 29-02-1956 
   criada como Vicariatus Apostolicus Guianae Anglicae  em 12-04-1937
3- Dioecesis Paramariboensis - elevada a Diocese em 07-05-1958
   criada como Praefectura Apostolica em 22-11-1817
   elevada a Vicariatus Apostolicus Guyanae Hollandicae em 12-09-1842 
Mas há coisas que não se explicam, a Arquidiocese de Cuiabá foi criada como Praelatura Cuyabensis, em 06-12-1745
    elevada a Diocese, com o nome Dioecesis Cuyabensis, em 15-07-1826
    elevada a Arquidiocese , manetendo o nome Cuyabensis, em 10-03-1910
Porém, os documentos recentes apresentam a forma Cuiabensis.
Quanto à "Guild", foi só curiosidade, pensei tratar de Arquiconfraria, pois em Roma elas são chamadas "Archiconfraternitas" (Consociatio Christifidelium). Normalmente, as confrarias são fundadas em seus paróquias e depois agregadas à primária de Roma.
Quanto ao nome eu perguntei por causa do S.M., mas deve ser Sanctae Mariae (provavelmente da tradição inglesa), pois a tradição latina diz B.M.V. de Mercede.
 

Mais uma vez, agradeço muito a atenção que me tem dispensado, o que muito me estimula a estudar mais.

Abraços,
 Thomas Aquinas.

comicus[fontem recensere]

It was not me, it was Usor:Adamas, who argued that not many people will look for comoedia, when seraching for comic. However, I agree. I wonder what the others will think about "comicum". - Seems your vacation has endend ... ;-) --Roland2 14:28, 5 Martii 2006 (UTC)

Unde acrostichus Napoleonicus?[fontem recensere]

Velim te rogare, D Ambulans, ubi inveneris acrostichum illum de Napoleone, satis mirum, quem commentationi adidisti. Numquam ante videram. Gratias ago propter commentationes tuas in Vikipaedia divulgatas. David Morgan, 11 Apr. 2006.